domingo, agosto 29

Pulseira Ecológica

 Pulseira Ecológica


Clique na imagem para ampliar.

Passo a passo

Você vai precisar de uma caixa de leite, fita crepe, cola e tecido .
Primeiro corte as tiras, eu fiz com 3 cm de altura e 20cm de largura. Com 04 tiras ela fica bem firme. Depois reforce com fita crepe ou outra fita que tiver em casa. Corte uma tira de tecido, dobre no meio, cole a ponta, depois vá enrolando o tecido até cobrir toda pulseira. Finalize colando a pontinha por dentro.


sexta-feira, agosto 27

Recado da Ana- Biblioteca

books.gif (9351 bytes)
Aviso importante:

Os alunos que fizeram empréstimos de  livros na biblioteca e não devolveram, deverão procurar a Ana ou a Hellen até segunda-feira para regularizar a situação.
book0002.gif (2418 bytes)

Pegou um livro? Ótimo.
Leu? Melhor ainda.
Agora é só devolver e pegar outro.


segunda-feira, agosto 23

Amazônia perde 29 áreas protegidas entre 2008 e 2009

Amazônia perde 29 áreas protegidas 

entre 2008 e 2009


   Por pressão de madeireiros, fazendeiros, mineradores ou do próprio governo, 29 áreas protegidas na Amazônia foram reduzidas ou extintas entre 2008 e 2009.
   O total de florestas perdidas no processo foi de 49 mil km2, quase um Rio Grande do Norte. As reduções ocorreram sem consultas públicas ou estudos técnicos, como manda a lei.
   Os dados são de um estudo inédito do Imazon (Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia), a ser publicado amanhã na internet www.imazon.org.br
     O Estado de Rondônia, o mais desmatado da Amazônia, é o campeão: reduziu duas unidades de conservação estaduais e extinguiu dez, além de ter negociado com o governo a redução da Floresta Nacional Bom Futuro, unidade federal.
"Como eles perderam um terço da cobertura florestal, o que sobrou são áreas protegidas", diz Araújo. "A indústria madeireira lá ainda é forte. As unidades de conservação sofrem muita pressão."


Autor:CLAUDIO ANGELO

sábado, agosto 21

Protesto a favor dos touros

      Protesto a favor dos touros

   Cerca de 120 ativistas  com os corpos pintados de preto e vermelho se reuniram neste sábado em frente ao museu Guggenheim de Bilbao para formar um 'touro humano' e assim protestar contra as touradas na Espanha.
     As touradas são eventos culturais e tradicionais na Espanha e que causam  grande sofrimento aos animais. E apesar de vista pelos espanhóis como uma expressão de arte, o animal é ferido até cair causando  uma euforia na platéia. Depois dessa sessão de tortura pública, ele é sacrificado. 
     A tourada é uma manifestação primitiva, bárbara e está passando da hora de ser abolida.


terça-feira, agosto 17

Mais um incêndio atinge grandes proporções em Sobradinho


Mais um incêndio atinge grandes 
proporções em Sobradinho
         
Clique na imagem para ampliar.

   Homens do Corpo de Bombeiros passaram quatro horas e meia combatendo um novo incêndio em Sobradinho. O fogo que se alastrava às margens da BR-040, no Setor de Chácaras, foi controlado por volta das 14h30 desta segunda-feira (16/8). Cerca de 60 bombeiros do grupamento de proteção ambiental do Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBMDF) trabalharam na ação.   

    Esse foi o segundo incêndio de grandes proporções em menos de um 24 horas na região. De acordo com o Major Ricardo Vianna Barreto, do Grupamento de Proteção Ambiental, o fogo chegou próximo de algumas casas, mas os bombeiros conseguiram evitar que ele atingisse as residências. Ainda não há informações sobre a quantidade de hectares danificados.


Balanço

   Neste domingo (15/8), um incêndio de grandes proporções destruiu uma área de 200 hectares, o equivalente a 200 campos de futebol, próximo à Torre de TV Digital, na DF-001, entre Sobradinho e o Paranoá. No local, 21 bombeiros controlavam o fogo.  

    Durante este fim de semana, os incêndios em áreas florestais aumentaram em comparação à semana passada. No total, foram registrados 50 focos, 30 no sábado (14/8) e 20 no domingo (15/8). Em contrapartida, no final de semana passado, quando houve apenas 39 queimadas. Em relação a 2009, também houve aumento dos focos no mesmo período, que, de acordo com o batalhão, se deve à menor umidade neste ano. 



 Fonte: Correioweb

domingo, agosto 15

Queimadas em Brasília

Clima quente e seco causa 

queimadas em Brasília



   O clima quente e seco, e as altas temperaturas do inverno causam queimadas frequentes em Brasília. São registradas cerca de 50 queimadas por dia. Na capital, não chove há 73 dias e a umidade relativa do ar chegou a ficar em 15% no mês de agosto. 



   O tempo só deve mudar a partir de setembro. O mês de agosto é o mais grave para a seca. A temperatura passa dos 30º e cai pela metade à noite, como ocorre nos desertos. De acordo com o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), as frentes frias que passam pelo oceano não conseguem atingir o Centro-Oeste do Brasil e a umidade que sai da Amazônia no verão não consegue passar pela a massa de ar quente e seca que se forma na região, e por isso o clima fica muito quente e seco.


Assista ao vídeo:


Fonte:R7

terça-feira, agosto 10

Águas Emendadas: O Paraíso do Cerrado

Águas Emendadas: O Paraíso do Cerrado
                                       Clique na imagem  para ampliar  

                                               
   O nome já diz tudo: Águas Emendadas. Um lugar muito especial localizado em Planaltina (DF), onde, de uma vereda, nascem dois cursos de água. Um segue para o Norte e outro para o Sul do país.
   Os dois córregos que correm em direções opostas, fenômeno que ocorre em poucos lugares do mundo, alimentam duas bacias hidrográficas sul-americanas: o córrego Brejinho alimenta a bacia do Paraná e o Vereda Grande, a bacia do Tocantins/Araguaia.
    O Córrego Vereda Grande, que segue rumo ao norte, deságua no Rio Maranhão, afluente do Rio Tocantins, que ruma até Belém do Pará. Nesse percurso as águas banham o Distrito Federal e os estados de Goiás, Tocantins, Maranhão e Pará. Já o córrego Brejinho toma o rumo do sul, desaguando nos rios São Bartolomeu, Corumbá e Paranaíba, cujas águas desembocam no Rio Paraná e formam a Bacia do Rio Prata. A estação possui ainda em sua área a Lagoa Bonita, também chamada de Mestre D’Armas.
   Águas Emendadas possui uma área de 10.547 hectares, situada a nordeste do Distrito Federal, a cerca de 50 quilômetros do Plano Piloto, próxima à cidade de Planaltina. Nela, encontra-se uma vereda de seis quilômetros de extensão, formada por um corredor de buritis. Na Estação estão representados, e muito bem preservados, diferentes ecossistemas do Cerrado além de abrigar importantes espécies representativas da fauna do Cerrado, muitas delas em extinção, como o logo-guará, animal símbolo do Cerrado.
Autor: RBAmbiental  
Foto: Prof.Lu

                              Imagens de satélite- Distrito Federal
Imagem da Estação Ecológica ( Área escura)
Imagem da Lagoa Bonita. 
Observe a área escura (preservada) e a área clara (desmatada)
Imagens de satélite: Arborreto

segunda-feira, agosto 9

quarta-feira, agosto 4

Poesia Marina

O que são palavras...

   Palavras são tesouros
   Tesouros de piratas
   Tesouros no final do arco-íris

   Às vezes parece que nunca vamos alcançar
   Mas alcançamos sim

   Palavras são tesouros enterrados dentro de nós
   E que temos o mapa

   E mesmo quando nossos amigos não estão por perto
   Podemos andar e brincar...

   Com palavras
   Nossas melhores amigas.

                                  Marina de Castro Mastrangelo Dias - 10 anos- 5ªC


terça-feira, agosto 3

Ypê Amarelo

Eis que floresce na nossa escola, 
um Ipê-Amarelo...






Alguém viu?
Alguém percebeu o quanto é lindo?











Taxonomia

Família: Bignoniaceae
Espécie: Tabebuia Alba (Chamiso) Sandwith
Sinonímia botânicaHandroanthus albus (Chamiso) Mattos; Tecoma alba Chamisso
Outros nomes vulgares: ipê-amarelo, ipê, aipê, ipê-branco, ipê-mamono, ipê-mandioca, ipê-ouro, ipê-pardo, ipê-vacariano, ipê-tabaco, ipê-do-cerrado, ipê-dourado, ipê-da-serra, ipezeiro, pau-d’arco-amarelo, taipoca.

Ocorrência Natural
Ocorre naturalmente na Floresta Estaciobal Semidecicual, Floresta de Araucária e no Cerrado.
Segundo o IBGE, a Tabebuia alba  é uma árvore do Cerrado, Cerradão e Mata Seca. 





























Fotografia: Prof.Lu

segunda-feira, agosto 2

Imagens mostram lixo espacial na órbita da Terra

Imagens mostram lixo espacial na órbita da Terra




   A Agência Espacial Européia (ESA, na sigla em inglês) divulgou nesta terça-feira imagens do lixo espacial em órbita em volta da Terra. Segundo a agência, entre o primeiro lançamento, em 1957, e janeiro de 2008, cerca de 6 mil satélites já foram enviados para a órbita terrestre. Destes, apenas 800 estariam ativos e 45% estariam localizados a uma distância de até 32 mil quilômetros da superfície terrestre. 

   Além dos satélites desativados, as fotos de satélite mostram resíduos espaciais como fragmentos de aeronaves espaciais que se quebraram, explodiram ou foram abandonados. De acordo com a ESA, aproximadamente 50% dos objetos que podem ser rastreados são derivados de explosões ou colisões na órbita terrestre. Uma estimativa da ESA indica que o número de objetos na órbita terrestre cresceu de maneira estável desde o primeiro lançamento. Segundo os dados, cerca de 200 novos objetos são lançados todos os anos.

Fonte:  Uol Notícias

domingo, agosto 1

Memória Do Cerrado

Águas Emendadas

Tião Cândido músico, cantor, compositor e professor da rede pública de ensino do Distrito Federal é um apaixonado pelo cerrado. Suas composições quase sempre têm como pano de fundo o meio ambiente. A música Memória do Cerrado inspirada no fenômeno das nascentes de Águas Emendadas trás a biodiversidade do bioma, espécies como o lobo-guará, siriema, tatu e diversas outras são carinhosamente mencionadas nessa canção.

Mundo

Saiba o que fazer com o lixo doméstico



  
    O Brasil produz, atualmente, cerca de 228,4 mil toneladas de lixo por dia, segundo a última pesquisa de saneamento básico consolidada pelo IBGE, em 2000. O chamado lixo domiciliar equivale a pouco mais da metade desse volume, ou 125 mil toneladas diárias.
   Do total de resíduos descartados em residências e indústrias, apenas 4.300 toneladas, ou aproximadamente 2% do total, são destinadas à coleta seletiva. Quase 50 mil toneladas de resíduos são despejados todos os dias em lixões a céu aberto, o que representa um risco à saúde e ao ambiente.
   Mudar esse cenário envolve a redução de padrões sociais de consumo, a reutilização dos materiais e a reciclagem, conforme a "Regra dos Três Erres" preconizada pelos ambientalistas.
   A idéia é diminuir o volume de lixo de difícil decomposição, como vidro e plástico, evitar a poluição do ar e da água, otimizar recursos e aumentar a vida útil dos aterros.